fbpx

Zero Energy: é possível ter edifícios totalmente sustentáveis e autossuficientes energeticamente?

Publicado em 13 . 10 . 2020

Se você pensava que só veria construções completamente sustentáveis e autossuficientes em questões energéticas em um futuro muito distante, eles estão mais próximos da realidade do que você imagina. Chamados de Net Zero Energy Buildings, eles comprovam que o consumo de energia local da operação anual é zerada por uma combinação de alta eficiência e geração por fontes renováveis.

Até parece sonho dar adeus à conta de luz, mas essa já é a realidade de diversos edifícios no país. Graças a investimentos e visão de futuro, os Net Zero têm se espalhado pelos mais diversos segmentos do mercado, tornando-se mais acessíveis e economicamente atrativos inclusive para residências.

Diante disso, o GBC Brasil, com o apoio do World Green Building Council e diversas outras instituições, pretende fazer com que todas as novas edificações e grandes reformas no país se tornem Net Zero, atingindo 100% desses segmentos até 2050. Para isso, desenvolveu uma certificação chamada GBC Zero Energy e cursos para capacitar o mercado a enquadrar seus projetos nesta realidade.

 

O que é Net Zero Energy e como implantar?

Trata-se de um conceito utilizado para construções em que o balanço energético é zerado. Isso quer dizer que toda a energia consumida no local é também gerada lá. Isso pode ser realizado por meio de energia solar, um sistema de geração eólica com microturbinas ou até uma usina que utiliza biomassa. Tudo depende do tipo de edifício e das necessidades de seus ocupantes.

Esse maior acesso à energia renovável é um dos impulsionadores ao aumento do número de Net Zero Energy no Brasil. Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mostram que cerca de 7,5 mil unidades brasileiras são abastecidas por microgeração de energia fotovoltaica. Isso representa um aumento de cerca de 300% em relação a 2015, quando o Brasil registrava apenas 1,8 mil dessas instalações.

Mas engana-se quem pensa que basta instalar um sistema fotovoltaico que não será mais preciso usar a energia elétrica da rede. É necessário estudar cuidadosamente caso a caso para desenvolver um bom projeto que otimize o gasto energético. Assim os custos do investimento nesse sistema podem ter um tempo de retorno menor, uma vez que depende da localidade da instalação, clima, tipo de edifício, entre outros fatores.

 

Como obter a certificação?

O GBC Brasil tem uma ferramenta extremamente prática e eficiente para impulsionar a busca pela construção, reformas ou operação, visando o equilíbrio entre o consumo e a geração de energia das edificações, chamada de Certificação GBC Brasil Zero Energy.

Os objetivos desta certificação são garantir o cumprimento das metas da COP Paris; acelerar a transformação do mercado nacional; ter eficiência energética e geração de energia através de fontes renováveis; gerar novos empregos; desenvolver novas tecnologias; reconhecer a iniciativa dos empreendedores e promover ambientes saudáveis, capazes de propiciar a melhoria do bem-estar dos ocupantes.

Para obter a certificação GBC Brasil Zero Energy, todos os empreendimentos devem ter, pelo menos, 1 ano de operação monitorado de forma contínua com o seu balanço energético anual zerado. Edifícios novos em fase de projeto, construção ou com menos de 1 ano de operação que atendam aos requisitos podem receber uma Pré Certificação.

Conheça os projetos que já estão certificados ou em vias de certificar, no Brasil.

Esta e outras certificações desenvolvidas no Brasil contam com comitês técnicos especializados, que juntam a participação de profissionais renomados e especialistas técnicos das empresas Membro do GBC Brasil.

O que procura?

Seja um membro